como abrir um clube de jazz


resposta 1:

Não estou falando por experiência própria, mas tenho visto muitos clubes de jazz abrindo e fechando rapidamente e isso me deixa muito triste. Não sei onde você está, e todos os conselhos típicos sobre a abertura de qualquer tipo de clube ($$ food booze decor) se aplicam a você, é claro. A coisa especial a lembrar sobre o jazz é que é um mercado muito nicho, no momento ele está no banheiro com os jovens, então seu grupo demográfico típico são os mais velhos, que gostam de ir para a cama cedo, não comem nem bebem Quase tanto, não sairá se estiver mau tempo, escuro ou frio, etc. etc. Não há como agradá-los em relação ao nível de som. Alguns usam aparelhos auditivos e nada lhes agrada, outros não e querem mais alto, e alguns querem tagarelar sobre a música e querem que seja mais suave. Isso, é claro, depende do tom geral que você definir para o local. Jazz suave durante o jantar e coisas mais agressivas depois. O bom desse grupo demográfico é que, uma vez que decidam que gostam do seu clube, eles são leais e continuarão até cair. É absolutamente necessário ter uma massa crítica de pelo menos 1000 amantes de jazz para ter 10% deles em seu clube em qualquer noite. Seu clube deve ser acessível a estacionamento ou transporte público conveniente. Eles não andarão seis quarteirões. Ou você pode cortejar o público mais jovem e encontrar um gênero de jazz que agrade a eles. O jazz é amplo. Você pode não querer usar a palavra “jazz” para fazer marketing para pessoas mais jovens. Alguns de meus amigos se referem a ela como a "palavra com J". Eu conheço uma banda que se comercializa como uma “banda funk” e eles acabam tocando o lado funky do espectro do jazz para um público mais jovem e se saindo bem com isso. Boa sorte!!! Desejo-lhe todo o sucesso, porque vejo locais de jazz secando como poças em um dia quente de verão.


resposta 2:

Que é um negócio e, como qualquer outro negócio, deve haver um mercado estável e sustentável para o que você tem a oferecer. Seu local deve ser acessível, atraente e acessível ao seu mercado também.

Além disso, um clube de qualquer tipo é um empreendimento de alto risco. Há uma sobrecarga relativamente alta e, além das despesas com pessoal e manutenção da instalação, as taxas pagas aos artistas são altas, em relação à receita que geram (embora do ponto de vista dos artistas, possam não ser tão grande), e eles devem ser pagos, mesmo quando a casa está vazia.

O mercado de entretenimento é muito volátil e muito competitivo. Os gostos mudam rapidamente, o comparecimento varia sazonalmente, o clima e as notícias têm efeito e eventos não relacionados, como filmes populares e eventos esportivos, podem afastar o público.

Você precisará de um plano de negócios (mesmo se você for um clube sem fins lucrativos só de voluntários que tem eventos uma vez por mês no Centro para Idosos) - essencialmente o que você vai fazer e como vai faça; incluiria disposições para marketing / promoção, fluxo de caixa e reservas de caixa, etc.

Você também deve saber que há muito tempo o jazz não é uma grande atração. Isso significa que você terá que trabalhar muito para construir seu público. Se você estiver em uma área com vida noturna ativa, você pode tentar ...


resposta 3:

é importante saber que provavelmente você perderá sua camisa….